Possível antecipação de candidato tucano anima Aécio

O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), declarou hoje que está animado com perspectiva de seu partido antecipar o processo de escolha do candidato à Presidência da República. Conversei longamente no final de semana com o presidente Sérgio Guerra, comentou.

Agência Estado |

Segundo Aécio, há um sentimento no partido de antecipação do prazo. Ele contou que esteve conversando também com o senador Tasso Jereissati.

O governador mineiro já avisou ao partido que seu nome só estará à disposição até o fim de dezembro. Desistirá da candidatura à Presidência e se lançará candidato ao Senado se os tucanos adiarem, como quer o governador José Serra (PSDB), a decisão para março.

"Muitas vezes, em uma eleição, você ganha exatamente nas articulações prévias, na construção da aliança que vai sustentar seu discurso", argumentou Aécio, que considera março uma prazo "tardio" para esta construção.

Sem dizer quais são os partidos que ele acredita poder atrair para uma aliança em torno de seu nome, Aécio destacou que siglas como PTB, PP e PDT aguardam uma definição mais clara no campo das oposições para poderem se posicionar.

Suposta agressão

O governador desmentiu notícias veiculadas na internet sobre suposta agressão contra sua namorada durante uma festa, no fim de semana, e as especulações que surgiram depois, sobre o possível uso político de uma informação falsa para minar sua pré-candidatura.

"Eu me sinto, claro, pessoalmente ofendido por isso", afirmou ele, definindo a notícia como "calúnia vergonhosa". "Sempre fiz política e vou continuar fazendo no patamar muito superior a esse."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG