Porciúncula, no Rio, está ilhada por causa da chuva

Quase 80% da cidade de Porciúncula, no Norte Fluminense, está debaixo d água, em razão da cheia e do transbordamento do Rio Carangola. A cidade está praticamente ilhada, já que as três vias de acesso ao município estão intransitáveis, por causa das águas.

Agência Estado |

Apenas carros especiais (de grande porte e com tração nas quatro rodas) conseguem acesso. O abastecimento de água tratada foi suspenso. A cidade conta com 300 desabrigados e pelo menos três mil desalojados.

Em Itaperuna, também no norte Fluminense, duas pessoas morreram por suspeita de leptospirose. Segundo informou a Secretaria Estadual de Saúde, os pacientes tinham todos os sintomas da doença, mas para confirmação ainda falta sair o resultado do exame laboratorial. No município, há, hoje, seis casos suspeitos da doença, todos registrados em janeiro. Os pacientes estão sob tratamento e o exame laboratorial está em andamento.

Os rios Muriaé, Pombas e Paraíba do Sul, que também cortam as regiões do norte e noroeste, continuam bastante acima do nível normal e as cidades de Natividade, Itaperuna, Miracema e Bom Jesus de Itabapoana estão com vários bairros inundados. Hoje, pacientes que precisavam de hemodiálise em Itaperuna e estavam ilhados em suas casas foram resgatados pelos bombeiros e levados para o hospital.

O número de desalojados no Rio é 32,5 mil e há 2,6 mil desabrigados. Doze municípios continuam, desde a semana passada, em situação de emergência e um em estado de calamidade pública - Cardoso Moreira, no norte Fluminense, que também está sem abastecimento de água tratada.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG