Ponto de funcionários grevistas será cortado a partir desta quarta, diz Correios

BRASÍLIA ¿ A assessoria dos Correios informou que os funcionários que permanecerem em greve deixarão de receber seus salários a partir de hoje. A categoria já entrou em greve outras vezes, mas o ponto não foi cortado antes. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) diz que a reivindicação é injustificada, já que eles estão recebendo o adicional de atividade. Os grevistas lutam pelo adicional de risco, que havia sido prometido na última negociação.

Ana Clara Werneck |


Os Correios alegam que não puderam cumprir o combinado porque a lei brasileira não permite que seja concedido este tipo de benefício aos funcionários da ECT. E que, além disso, o adicional de função é financeiramente superior ao de risco, o que invalidaria a greve.

Desde ontem, 3 milhões de correspondências de todo tipo ficaram paradas só no Estado de São Paulo, o equivalente a meio dia de trabalho no Estado em que os Correios têm maior atividade. Por dia, a ECT movimenta 33 milhões de correspondências em todo o País. Ainda segundo a assessoria, hoje 35% dos funcionários dos correios não foram trabalhar. A informação oficial é de que ontem havia 40% do efetivo em greve.

Leia mais sobre: Correios

    Leia tudo sobre: greve dos correios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG