Políticos italianos pedem rompimento de parcerias entre Brasil e Itália

Nesta sexta-feira, Roberto Ravello, membro do conselho da comuna de Turim, pediu que a cidade cancele os programas de parceria que desenvolve com Campinas e Campo Grande, em repúdio à decisão do ministro da Justiça Tarso Genro, que concedeu status de refugiado político ao ex-ativista Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por quatro homicídios.

Redação com Agência Ansa |

"Que a comuna de Turim suspenda a irmandade e as iniciativas de cooperação com as cidades do Brasil com as quais possui relações", propôs Ravello, membro da aliança regional governista Aliança Nacional (AN) e Povo da Liberdade (PDL).

Ravello ainda disse que a decisão de Genro toca profundamente a consciência coletiva e fere a moral de todas as pessoas que acreditam na democracia", acrescentou o político.

"Acreditamos que seja necessário um empenho simbólico da parte de todos os sujeitos que ficaram ofendidos com o caso Battisti, disse.

A cidade italiana de Turim assinou protocolos de irmandade com as cidades de Campinas e Campo Grande, para desenvolver projetos bilaterais de aproximação entre as cidades-irmãs.

Líder governista

O vice-presidente da bancada governista do Povo da Liberdade (PDL) na Câmara dos Deputados da Itália, Italo Bocchino, cogitou a hipótese de seu país interromper as relações com o Brasil, em resposta à concessão de refúgio político a Cesare Battisti.

"A Itália deve avaliar a conveniência de interromper as relações com o Brasil", declarou Bocchini. "A decisão do governo sul-americano é gravíssima do ponto de vista jurídico, mas sobretudo é inaceitável do ponto de vista diplomático, acrescentou.

Ele também afirmou que a decisão do governo brasileiro se assemelha a uma ofensa, e que premia um homem que cometeu crimes gravíssimos e que deveria estar em uma prisão italiana".

O vice-prefeito de Milão, Riccardo De Corato, pediu aos italianos que boicotem os produtos brasileiros, enquanto o senador Sergio Divina, vice-presidente da Comissão das Relações Exteriores do Senado da Itália, recomendou evitar o Brasil como destino turístico.


Leia também:


Leia mais sobre: Cesare Battisti

    Leia tudo sobre: battisti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG