O Ministério da Saúde espera que 15 milhões (95%) de crianças menores de 5 anos sejam vacinadas neste ano pela Campanha Nacional de Vacinação Infantil Contra a Poliomielite (paralisia infantil). A abertura oficial da campanha, que este ano traz o tema Tem que vacinar, não pode bobear , acontece amanhã, às 8 horas, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio.

A meta de vacinação para este ano é 10% maior que a de 2007 (85%).

"É preciso lembrar que todas, absolutamente todas as crianças de 0 a 5 anos devem receber a vacina", disse o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Gerson Penna. Penna ressaltou que não devem ser imunizadas crianças que tenham algum tipo de deficiência imunológica, como câncer ou aids, e que são tratadas com corticosteróide (corticóide), antimetabólicos, radiação ou qualquer terapia imunossupressora (imunodepressora).

Para a campanha, foram investimentos R$ 11,7 milhões na compra de 28 milhões de doses da vacina contra a paralisia. Outros R$ 5,8 milhões foram repassados aos governos de Estados e prefeituras para a parte operacional. Estarão mobilizadas, em todo o País, mais de 200 mil pessoas, entre funcionários públicos e voluntários, em 70 mil postos de aplicação de vacina. O transporte será assegurado por embarcações, carros e aviões para áreas de difícil acesso, informou a pasta. O último registro de paralisia no País foi em 1989. O Brasil possui certificado de erradicação da doença, concedido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), desde 1994.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.