Polícias de MG e Rio prendem 21 por roubo de veículos

Quadrilha, que teria ramificações por todo o País, era especializada em adulterar documentos para vender veículos roubados

AE |

selo

Uma quadrilha especializada em roubar, adulterar e forjar documentos para revender veículos "legalizados" foi desarticulada, nesta quinta-feira, por meio de uma operação conjunta das polícias civis de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. Segundo a polícia mineira, responsável pelas investigações, já foram identificados cerca de 1,2 mil caminhões circulando no País que foram emplacados com uso da documentação fraudada.

Durante a manhã, policiais dos dois Estados prenderam 21 acusados de integrar o bando e apreenderam 32 caminhões que estavam com documentação forjada. As apreensões e prisões foram feitas com mandados expedidos pela Justiça. A quadrilha, segundo a polícia, tem ramificações em todo o País.

A investigação teve início em Abre Campo e Rio Casca, na região da Zona da Mata mineira, na divisa com o Rio de Janeiro. Durante as investigações, os policiais constataram que o chefe da quadrilha é um empresário de Volta Redonda (RJ) que tinha "fortes ligações" com Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) dos Estados das regiões Centro-Oeste e Sudeste do País.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados, mas a reportagem apurou que também é investigado o envolvimento de policiais e outros funcionários públicos na quadrilha. Os documentos frios e dados usados para forjar a documentação falsa eram obtidos em leilões promovidos por órgãos públicos.

    Leia tudo sobre: roubo de veículosquadrilhapolíciafraude

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG