Policial Militar envolvido na morte de João Roberto é absolvido de homicídio

RIO DE JANEIRO - O cabo da Polícia Militar, William de Paula, acusado de matar o menino João Roberto, de 3 anos, foi absolvido por 4 votos a 3 da acusação de homicídio duplamente qualificado. A sentença foi lida no final da noite desta quarta-feira pelo juiz Paulo Valdez, no 2º Tribunal do Júri da Capital, no centro do Rio de Janeiro. João Roberto foi morto em julho deste ano, na Tijuca, zona norte do Rio.

Redação |

Acordo Ortográfico

O policial foi condenado a sete meses de detenção, em regime inicial aberto, pelo crime de lesão corporal leve praticado contra Alessandra Amorim Soares, mãe de João Roberto, que foi vítima dos estilhaços do vidro do carro, e de seu outro filho Vinícius, na época com nove meses de idade, que sofreu lesão no ouvido em decorrência do tiroteio. Como pena, Willian de Paula deverá prestar serviços à comunidade sete horas por semana por um ano.

AE

João Roberto, de 3 anos

De acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro, o promotor Paulo Rangel já recorreu da sentença já que a decisão foi contrária à prova dos autos. O PM foi denunciado por um homicídio qualificado e duas tentativas de homicídio. O advogado do réu, José Maurício Neville, defendeu a tese de que o homicídio foi culposo, sem intenção de matar, e responsabilizou o governo do Estado do Rio pela falta de treinamento dos policiais.

A mãe de João Roberto deixou o plenário aos prantos e revoltada com a decisão. Ela deixou o local com a mãe de Daniel Duque (caso Baronetti), que acompanhou o julgamento com demais parentes de vítimas de violência. "Estou chocada. Meu filho morreu em vão", disse Alessandra Amorim Soares, que dirigia o veículo atingido por 17 disparos. O Conselho de Sentença era formado por seis homens e uma mulher. O outro policial acusado, o soldado Elias Gonçalves da Costa Neto, entrou com recurso contra a sentença de pronúncia e teve o processo desmembrado. Seu julgamento ainda não foi marcado.

Veja também

Leia mais sobre: João Roberto


    Leia tudo sobre: joão roberto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG