Policial faz chefe refém por mais de 5 horas no Rio

O investigador Uerner Leonardo, de 35 anos, manteve refém por mais de cinco horas o chefe de investigação da 39ª Delegacia de Polícia, na Pavuna, zona norte do Rio, onde ambos trabalham. Segundo a Polícia Civil, Leonardo teve uma briga com colegas discordando do plantão que deveria tirar.

Agência Estado |

Ele chegou a apontar a arma para o chefe da investigação. Descontrolado, o policial acabou por fazer refém o chefe de investigação da unidade policial, que foi ameaçado de morte em vários momentos.

Leonardo se entregou depois de longa negociação conduzida pelo diretor do Departamento de Policia da Capital, Ronaldo Oliveira. Durante toda a tarde, a delegacia foi cercada por cerca de 40 policiais civis, parte deles da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Um helicóptero da Polícia Civil ficou parado num terreno próximo à delegacia, para o caso de alguém sair ferido e o socorro imediato ser necessário.

Leonardo se entregou pouco antes das 19h e continua na delegacia, onde presta depoimento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG