GUARULHOS - O cabo da Polícia Militar Jorge Belarmino da Silva, de 46 anos, foi assassinado após briga em um bar na noite deste domingo em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Horas depois, a polícia prendeu o segurança José Carlos Pereira, de 40 anos, que foi levado ao 2º Distrito Policial da cidade e indiciado por homicídio.

Segundo informações da Polícia Civil, o acusado faz bicos como pedreiro e há algum tempo realizou um serviço para a mãe do policial. Na tarde deste domingo, ele teria ido à casa do PM depois de ouvir de conhecidos que a mãe dele estaria doente. O PM teria ficado com ciúmes da esposa, que estava em casa, e discutido com Pereira, que foi embora.

Por volta das 20h30, o segurança passou por um bar e viu o policial, que bebia uma taça de vinho. Conforme as informações apuradas pela polícia, Pereira quebrou o copo do policial e usou um caco de vidro para cortá-lo no rosto. Em seguida, sacou um revólver e o apontou para Silva. Nesse momento, pessoas presentes pediram para que ele não atirasse.

O segurança então guardou a arma, sacou um canivete e golpeou o policial no peito. Silva chegou a ser socorrido ao Hospital de Urgência de Guarulhos, mas não resistiu e morreu em seguida. O indiciado foi preso na empresa de segurança onde trabalha.

Acidente

O soldado da PM Paulo César Silvestre Júnior, de 29 anos, morreu no final da noite deste domingo em um acidente na Vila Pestana, em Osasco. Ele pilotava a sua moto, quando perdeu o controle e bateu em um poste. Júnior foi levado ao Hospital Regional de Osasco, mas não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado no 5º DP da cidade.

Leia mais sobre: brigas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.