Policial do Bope que morreu após ser baleado por PM é enterrado no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ Foi enterrado na tarde desta sexta-feira o corpo do soldado do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) que morreu após ser atingido por um tiro disparado por um policial militar em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a PM, o cabo Leandro Marques Pereira atirou contra o peito de Leslie Luís Pinheiro, de 36 anos, na tarde de quinta-feira, porque desconfiou da atitude dele.

Redação |

O sepultamento do corpo do soldado do Bope ocorreu no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste do Rio. Segundo o relações públicas do Bope, capitão Ivan Blaz, Leslie estava ontem em uma casa de material de construção, no dia da sua folga, quando foi baleado.

De acordo com testemunhas, Leandro passou pelo local, desconfiou do soldado do Bope e decidiu revistá-lo. O PM também estava de folga e fazia um trabalho de segurança no local. Leslie teria dito que também era policial e, quando foi levantar a camisa para mostrar a arma, foi baleado no peito.

Leandro alegou em sua defesa que a vítima tentou reagir à abordagem. Segundo a Polícia Militar, ao verificar o engano, o agente que efetuou o disparo levou a vítima para o Hospital Estadual Pedro II, mas Leslie não resistiu aos ferimentos e morreu.

O cabo da PM foi preso e levado para o Batalhão Especial Prisional, em Benfica, na zona norte do Rio. A Polícia Militar informou que a Corregedoria Interna da Corporação irá instaurar um procedimento para averiguar os fatos que resultaram na morte de Leslie. O caso foi registrado na 36ª DP (Santa Cruz).

Leia mais sobre: Bope

    Leia tudo sobre: bopeenterropmpolícia militartiroviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG