Policial acusado de matar brasileiro nos EUA é afastado

A polícia de Yarmouth, em Massachusetts, nos Estados Unidos, informou ontem que o policial Christopher Van Ness, de 34 anos, foi afastado até a conclusão das investigações sobre a morte do paranaense André Luiz Martins, de 25, na madrugada de domingo. André morreu baleado após perseguição policial, iniciada quando ele teria desobedecido um sinal para encostar o carro, que estava a 140 km/h.

Agência Estado |

O promotor do condado de Cape Cod, Michael O'Keefe, afirmou que a morte de André será apurada com rigor.

Relatos da polícia apontam que Van Ness atirou para tentar parar o carro. A noiva de André, Camila Campos, que estava no banco do carona, diz que o carro já estava parado. "O policial apareceu na janela que estava aberta e disparou três tiros." Ela tem dois filhos com André, uma menina de 6 anos e um garoto de 2.

André não tinha carteira de motorista de Massachusetts e teria um histórico criminal por infrações no trânsito. Quando requisitou a licença do Estado em 2005, ela lhe foi negada porque ele teria tido problemas em Nova York, após dirigir um carro sem seguro e faltar a uma audiência judicial. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG