CURITIBA - Doze policiais militares foram presos na tarde de sexta-feira, suspeitos de executarem cinco jovens no bairro Alto da Glória, em Curitiba, no último dia 10 de setembro. A prisão foi feita pela Polícia Militar do Paraná ao final de inquérito policial militar instaurado pelo Comando do Policiamento do município, segundo informa a Agência Estadual de Notícias (AEN), órgão de comunicação do governo do Paraná.

Segundo as investigações, no dia 10 de setembro, equipes do 20º BPM localizaram um veículo furtado com cinco pessoas dentro e iniciaram uma perseguição. Quando estavam na Rua Nicolau Maeder, no bairro Alto Glória, os ocupantes bateram o carro.

De acordo com o IPM, os cinco jovens estavam feridos, teriam se rendido aos policiais, que os algemaram e colocaram na viatura.

"As provas colhidas durante a investigação demonstram indícios muito fortes de que houve execução, contrariando a primeira versão dos policiais. Isso é uma atitude de bandidos e não de policiais. Por isso, estão sendo investigados pelo Ministério Público para que possam responder também pelo crime de homicídio na Justiça comum", disse o secretário da Segurança Pública do Paraná, Luiz Fernando Delazari.

No dia da ocorrência, o secretário solicitou ao Ministério Público o acompanhamento das investigações. "Foi por conta deste fato que já desconfiávamos que proibimos o transporte de vítimas feridas por policiais em viaturas", explicou.

Leia mais sobre: violência

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.