Policiais negam ter recebido liminar para encerrar greve

O presidente Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos da cidade de São Paulo (SindGuardas), Carlos Augusto Sousa Silva, negou que a diretoria tenha sido informada oficialmente sobre uma liminar concedida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) que suspende a greve dos guardas civis metropolitanos iniciada na última terça-feira. Hoje, a greve dos guardas civis metropolitanos entrou no sétimo dia e os profissionais se reuniram mais uma vez em frente à Prefeitura de São Paulo para cobrar aumento salarial e melhores condições de trabalho.

Agência Estado |

Segundo o TJ-SP, a liminar aprovada na sexta-feira pelo desembargador Roberto Antonio Vallim Bellocchi estabelece multa diária de R$ 100 mil ao SindGuardas e à Associação Paulista dos Integrantes e Funcionários das Guardas Municipais em caso de descumprimento da decisão. Amanhã os guardas civis metropolitanos se encontrarão com representantes da Prefeitura durante uma audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG