Policiais matam chefe do tráfico na Cidade Alta, no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO ¿ O traficante Gilberto Martins da Silva, conhecido como Mineiro, foi morto no final da tarde de domingo, às 17h, em confronto com policiais do 16º Batalhão da Polícia Militar (Olaria).

Redação |

Acordo Ortográfico Além do traficante, apontado pela Polícia Militar como chefe do tráfico em Cidade Alta (Cordovil), mais dois homens ainda não identificados morreram no tiroteio.

Segundo a PM, os policiais faziam a segurança do local e escoltariam as urnas eletrônicas de votação das seções do bairro, quando foram recebidos por tiros por um grupo comandado pelo traficante. O tiroteio aconteceu na rua Porto Velho.

Foram apreendidas duas pistolas e um revólver com o traficante e os dois homens que morreram na operação. Nenhum policial ficou ferido. O caso foi registrado no 22º DP.

Ataques de 2006

Gilberto Martins da Silva, o traficante conhecido por Mineiro, é apontado pela Polícia Militar como o mandante do incêndio de um ônibus da viação Itapemirim, na avenida Brasil. No atentado, ocorrido em 28 de dezembro de 2006, um grupo de criminosos incendiou o veículo e não permitiu que os passageiros descessem. Nove pessoas morreram e 19 ficaram feridas.

Em dezembro de 2006, uma série de ataques contra a polícia e a população civil levaram pânico ao Rio de Janeiro.


Leia mais sobre tráfico de drogas e Gilberto Martins da Silva

    Leia tudo sobre: riorio de janeirotraficantestráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG