SÃO PAULO - Policiais civis em greve realizaram nesta sexta-feira uma passeata na região da Avenida Paulista, Centro de São Paulo, para reinvindicar aumento salarial de 60%, melhores condições de trabalho e que as gratificações sejam incorporadas ao salário. Segundo a Associação dos Delegados do Estado, cerca de 1.400 pessoas participaram da caminhada, que começou às 13h30 e terminou por volta das 16h40.

AE
Policiais civis protestaram em passeata que teve início na Avenida Paulista

Além das reinvindicações, os funcionários também pedem, em uma segunda etapa, a reestruturação da categoria. O governo oferece o investimento de R$ 500 milhões em reestruturação para as três polícias (Civil, Militar e Científica). Não houve acordo nas reuniões.

A passeata teve início no vão livre do Masp e seguiu para a Rua Bela Cintra e até a Secretaria de Gestão Pública. Não houve tumultos e ninguém ficou ferido.

A greve tinha sido interrompida nas últimas 48 horas. Porém, os policiais civis decidiram retomar a paralisação nesta sexta. De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato, a suspensão havia sido feita para abrir diálogo com a Secretaria de Gestão Pública, mas nenhuma proposta foi recebida.

A Polícia Civil do Estado entrou oficialmente em greve no dia 16 de setembro.

Leia mais sobre: greve - polícia civil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.