Movimento reivindica o cumprimento de acordo coletivo de trabalho firmado com o governo do Piauí no ano passado

Os policiais civis do Piauí iniciaram nesta segunda-feira uma paralisação de advertência de 72 horas para cobrar do governo do Estado reajuste de 24% estabelecido à categoria no ano passado após convenção coletiva de trabalho. Apenas crimes sexuais, contra a vida, contra idosos e crianças foram registrados nesta segunda-feira nas delegacias de polícia do Piauí. Não houve tumulto nas delegacias em virtude da paralisação.

Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Piauí, Cristiano Ribeiro Morais da Costa, aproximadamente 80% dos 1.283 policiais civis aderiram ao primeiro dia de movimento. “Na verdade, estamos fazendo um movimento requerendo algo que nós já conquistamos. Queremos apenas o cumprimento de um acordo. Todos os policiais estão revoltados”, declarou o presidente. Em assembleia realizada nesta segunda-feira, a categoria decidiu realizar uma paralisação por tempo indeterminado a partir do dia 15 de abril, caso não ocorram avanços nas negociações com o governo do Estado.

Na última proposta feita pelo governador Wilson Martins (PSB), o Estado pagaria o reajuste de 24% aos policiais civis de forma gradual nos próximos 18 meses. Em maio, os policiais receberiam 6%, depois mais 6% em novembro, outros 6% em maio de 2012 e os últimos 6% em novembro do ano que vem. “No acordo inicial, não havia essa hipótese do parcelamento” descreveu Costa.

No ano passado, os policiais civis do Piauí pararam suas atividades por 19 dias durante o mês de fevereiro. A greve somente foi encerrada após uma ação na Justiça impetrada pelo governo do Estado requerendo a ilegalidade do movimento. Os policiais, por sua vez, ingressaram com uma ação na Justiça do Trabalho requerendo a instituição do dissídio coletivo de trabalho. Durante o dissídio coletivo, o governo se comprometeu a conceder 24% de aumento aos policiais civis. Mas esse ano, o executivo piauiense recuou alegando não ter recursos para bancar o reajuste.

Pelos dados do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Piauí, um agente em início de carreira ganha R$ 1.900. Um, em final de carreira, tem vencimentos de R$ 2.772.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.