Polícia vai intensificar ações contra motoristas alcoolizados

SÃO PAULO - O Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de São Paulo vai aumentar as ações nas regiões onde se concentram bares e casas noturnas para flagrar motoristas embriagados neste fim de semana. Pela nova legislação, sancionada há uma semana pelo presidente Lula, os motoristas não podem ter mais que 1 decigrama de álcool por litro de ar alveolar na corrente sangüinea ¿ o equivalente a menos de um chope, em média.

Redação |


Na noite desta quinta-feira, carros da Polícia Militar equipados com bafômetros fizeram rondas nas ruas Aurora, Mauá, dos Andradas, Treze de Maio, Caio Prado, São João e na Praça da República, na região central da capital paulista.

Segundo a polícia, das 80 pessoas que foram paradas, oito foram autuadas e outras quatro, presas em flagrante.

Para a polícia, o caso do rapaz que usou anti-séptico bucal e foi pego na blitz é normal, já que cada organismo reage de uma forma diferente ao álcool. Da mesma forma, há pessoas que podem tomar dois ou três copos de chope e que apresentarão menos de 1 decigrama de álcool por litro de ar alveolar, explica.

Ele diz também que bombons de licor podem provocar autuação. Não importa o veículo em que está o álcool, se é em um copo ou em um bombom. Dependendo da quantidade, pode ser substancial. E dá um recado àqueles que querem sair à noite: Saiam com aquele amigo que não bebe. Ele é meio chato, mas pode dirigir.

Leia mais sobre: Lei Seca

    Leia tudo sobre: blitzlei-seca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG