BRASÍLIA - Várias operações específicas serão desenvolvidas neste ano pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante o verão, entre dezembro deste ano e março de 2009. A primeira, a Operação Fim de Ano, começou nesta sexta-feira.

Diferentemente dos outros anos, a PRF utilizará seu calendário de operações para o verão concentrando diversas atividades pontuais.

A Operação Fim de Ano será encerrada à meia-noite do primeiro domingo de 2009. Os números da operação serão coletados, comparados e as demais operações serão montadas com base na análise desses dados.

Rio de Janeiro

Para garantir a segurança dos motoristas nas rodovias federais no Estado do Rio de Janeiro neste período de férias, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) começou nesta sexta-feira a Operação Fim de Ano.

Uma novidade será a forma de atuação dos patrulheiros: em vez de realizar uma mesma operação até o dia 3 de março, eles farão diversas ações durante o período. A primeira acabará no dia 5 de janeiro e, a partir da análise dos dados coletados neste período, serão projetadas as outras operações.

O inspetor da PRF André Luiz Azevedo disse que essa mudança busca o equilíbrio entre as operações temáticas e as fiscalizações da lei seca.

Observamos que houve, quando a lei foi lançada em junho, no Estado do Rio, uma diminuição de 30% no registro de mortes entre junho e agosto em comparação aos dois meses anteriores. Porém, entre agosto e outubro, a violência aumentou e nós, preocupados com esse aumento e levando em consideração as demandas do verão, vamos retomar as operações temáticas.

Para realizar o trabalho, a PRF vai usar vários meios, como patrulhamento em áreas vulneráveis a ações criminosas; equipes de motociclistas para agir em pontos congestionados desobstruindo as vias e 21 etilômetros - equipamento para checagem de álcool no organismo dos motoristas. Serão 900 agentes trabalhando em escala de revezamento para organizar o trânsito e garantir a fluidez.

Leia mais sobre: Polícia Rodoviária Federal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.