Polícia rodoviária federal fará paralisação amanhã

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) paralisará suas atividades a partir da zero hora de amanhã por 24 horas. O anúncio foi feito pela Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (Fenaprf), em sua página na internet.

Agência Estado |

Serão atendidas apenas emergências. Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da Fenaprf, Gilson Dias da Silva, afirmou que a medida é um protesto contra o governo federal, que teria desrespeitado um acordo firmado assinado em março com a categoria.

"Foi um ano de negociação. No termo ficou estabelecido que teríamos nível superior para ingresso na carreira, aumento de efetivo em 3 mil policiais e o reajuste. Apenas a contratação foi cumprida e entendemos que o acordo foi quebrado", explicou Silva. De acordo com ele, as viaturas serão recolhidas aos postos e não haverá o cumprimento das escalas de plantão extraordinárias. A categoria também ameaça não divulgar o balanço de acidentes e vítimas da Operação Corpus Christi.

O Departamento da PRF em Brasília informou à agência que o governo atenderá às reivindicações da categoria. As mudanças constariam em projeto de lei enviado ao Congresso. A PRF alertou que os policiais podem ser punidos em casos de omissão ou descumprimento de normas.

Silva afirmou que a federação não foi avisada oficialmente acerca do projeto. Caso os pedidos da categoria não sejam revistos pelo governo nesta semana, a categoria pode fazer uma greve nacional a partir do próximo dia 30.

Leia mais sobre greve

    Leia tudo sobre: greve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG