Polícia Rodoviária considera positiva queda de 3% nos acidentes com mortes nas rodovias federais

BRASÍLIA - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) demonstrou satisfação com os números apresentados nesta quainta-feira durante o balanço de um ano da Lei Seca ao Volante. De acordo com o assessor de comunicação social da PRF, inspetor Alexandre Castilho, a redução de 3% no número de acidentes com mortes nas rodovias federais é ¿satisfatória¿.

Agência Brasil |

É claro que nós gostaríamos que os números caíssem muito mais do que isso. Mas, dentro de uma realidade do país em que a fiscalização do álcool era quase inexpressiva e que do dia para a noite começou-se a fiscalizar, pensar numa redução de mortes diante de um cenário de crescimento expressivo de acidentes e feridos, é positivo sim, afirmou. No total de acidentes, a queda no número de mortes foi de 2%.

Ainda segundo Castilho, os benefícios da lei se refletem mais no comportamento dos motoristas que passaram a abdicar mais do consumo de álcool antes de pegar a estrada. De junho a dezembro de 2008, a PRF registrava um flagrante por embriaguez para cada seis motoristas que passavam pelo teste de alcoolemia. Atualmente, a proporção é de um flagrante para cada 40 testes. A lei se reflete na mudança de comportamento, não necessariamente em números totais, completou.

Os testes de bafômetro subiram de 40 mil nos primeiros seis meses da lei para 320 mil de janeiro a junho de 2009. Ao todo, 14 mil motoristas já foram reprovados, sendo 9 mil presos. O percentual de pessoas que se recusam a fazer o teste também caiu de 18% para 13%. São cinco pontos percentuais de diferença que representam muita coisa. O motorista entendeu o esforço federal pela segurança no trânsito e está dando sua parcela de contribuição no momento da abordagem, afirmou o inspetor.

Quanto aos equipamentos de fiscalização, a PRF informou que os 10 mil bafômetros cuja compra foi anunciada pelo Ministério da Justiça em dezembro de 2008, já estão espalhados pelos 65 mil quilômetros de rodovias federais. A ingestão de álcool é a oitava causa de acidentes nas estradas brasileiras.

    Leia tudo sobre: lei seca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG