Polícia reforça segurança em favelas do Rio

A Polícia Militar do Rio informou que vai reforçar a segurança na região entre as favelas do Jacarezinho e de Manguinhos, na zona norte, onde mais de 20 traficantes de drogas foram flagrados exibindo fuzis e pistolas. Hoje, um homem foi preso em Manguinhos, suspeito de fazer parte do grupo.

Agência Estado |

Os traficantes foram fotografados em motocicletas pela equipe do jornal carioca Extra, no cruzamento da Avenida Dom Hélder Câmara com a Avenida dos Democráticos, entre as comunidades do Jacarezinho e de Manguinhos.

Nas imagens, os criminosos aparecem armados, ameaçando motoristas que passam pelas duas vias. À equipe do jornal, testemunhas disseram que menores circulam nas motos e que os traficantes chegam a interromper o tráfego para que o grupo possa atravessar entre as favelas.

O relações-públicas da PM, capitão Ivan Blaz, acredita que será possível controlar completamente a região das duas favelas depois da instalação da Cidade da Polícia, prevista para maio. O complexo, que vai concentrar as sedes de delegacias especializadas da Polícia Civil, será construído a 200 metros do local onde os criminosos foram flagrados.

"Aquela região é alvo constante de operações da polícia, mas existe hoje uma necessidade de domínio territorial, de uma ocupação para impedir a ação dos bandidos", afirmou Blaz.

O capitão confirmou que a segurança da região será reforçada imediatamente com a ampliação do apoio dado pela PM aos policiais civis que guardam o prédio onde funcionará a Cidade da Polícia. Em uma operação realizada nesta manhã na Favela de Manguinhos, agentes do 22º Batalhão da PM (Maré) prenderam Raimundo Nonato da Silva, de 29 anos, identificado nas fotografias como um dos criminosos que circulam armados pela região.

Para Blaz, o trabalho de policiais militares no combate ao tráfico da região resultou na apreensão de mais de 5 toneladas de drogas nas duas favelas nos últimos 6 meses e na prisão ou morte de mais de 80 criminosos em operações realizadas no mesmo período.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG