Polícia realiza nova operação para prender responsáveis pela morte de fotógrafo no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ Policiais do 16º BPM (Olaria) realizam nesta sexta-feira uma nova operação no conjunto habitacional Cidade Alta, em Cordovil, zona norte do Rio, para prender os responsáveis pela morte do fotógrafo do jornal ¿O Dia¿, André Azevedo, de 34 anos. De acordo com a Polícia Militar, até o momento, um suspeito morreu durante uma troca de tiros e já foram apreendidas uma pistola e uma quantidade ainda não contabilizada de maconha e cocaína.

Redação |

A operação conta com cerca de 60 soldados, cães farejadores da PM e um veículo blindado, o caveirão. Nesta quinta-feira, a PM realizou outra operação no conjunto habitacional Cidade Alta . Na ação, os policiais encontraram um Honda Civic roubado, três granadas e uma pequena quantidade de drogas.

AE

O fotográfo foi enterrado nesta sexta-feira em Irajá

André Azevedo morreu na noite da última quarta-feira quando passava pela Avenida Brasil, na altura da Penha. O fotógrafo voltava de moto da sucursal do jornal O Dia em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, para sua casa no Grajaú, zona norte do Rio. A vítima levou três tiros, sendo dois no braço esquerdo e um nas costas. Baleado, André perdeu a direção da moto, bateu na mureta que divide as duas pistas da Avenida Brasil, caiu na pista sentido zona oeste e foi atropelado por um carro.

A polícia ainda investiga de onde partiram os projéteis que acertaram o fotógrafo. A suspeita é de que a vítima estava fugindo de assaltantes quando foi baleada. O Disque-Denúncia pede que qualquer pessoa que tenha informações sobre o crime que entre em contato com a central de atendimento do serviço no número (21) 2253-1177.

André foi enterrado na manhã desta sexta-feira no cemitério de Irajá, na zona norte. Cerca de 300 amigos e parentes da vítima estiveram presentes no sepultamento e realizaram um protesto silencioso carregando rosas brancas. Muitos vestiam camisas com foto de André e a frase "Até quando?".

O secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, disse nesta quinta-feira que a PM irá reforçar a vigilância na Avenida Brasil. Beltrame afirmou que pretende mandar instalar câmeras fixas ao longo da via para melhorar a segurança dos motoristas que passam pelo local. 

O jornal O Dia divulgou nota lamentando "profundamente a morte" do fotógrafo, considerado "ótimo profissional e colega". "A direção da empresa está tomando todas as providências de apoio à família e cuidando, junto à Secretaria de Segurança Pública, para que as circunstâncias de sua morte sejam apuradas com rigor e rapidez", informou o comunicado.

*com informações da Agência Estado

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: assassinatojornalistas torturadosrioviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG