CURITIBA - A polícia prendeu, na tarde desta segunda-feira, um dos seis homens suspeitos pela morte de oito pessoas na noite do último sábado na Vila Icaraí, zona Leste de Curitiba.

Segundo a Secretaria da Segurança, o suspeito foi detido quando lanchava em uma lanchonete do bairro Cabral, conversando com advogados.

De acordo com a polícia, o homem tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma. A identidade do preso não pode ser divulgada por enquanto, já que os advogados dele entraram com pedido judicial para não permitir sua exposição.

Investigações

O delegado Hamilton da Paz, da Delegacia de Homicídios, confirmou que o crime foi cometido para vingar o assassinato de um adolescente que seria sobrinho do líder de um traficante da região. Os outros cinco participantes já estão identificados e são procurados. A polícia também identificou as quatro armas usadas no crime: uma carabina ponto 30, uma pistola 9mm, uma calibre 380 e uma ponto 40.

O preso já foi interrogado pelo delegado e se negou a prestar informações. Ele invocou o direito de permanecer calado e só falar em juízo. Nós também vamos revelar a identidade dele somente depois de ter certeza de sua participação no crime, explicou o delegado.

Hamilton da Paz também descartou a possibilidade do toque de recolher no local. Foi o caso de um adolescente preso por um homicídio. Liberado pela Justiça, esse adolescente voltou ao local e foi morto pela quadrilha rival. Para se vingar, o tio dele que é traficante organizou e cometeu estes assassinatos, contou.

O delegado disse que também procura os três carros usados pela quadrilha: uma Parati prata, um Corsa vermelho e um Opala preto. Estamos com um policiamento intensificado no local e nossas equipes estão nas ruas e não vamos descansar enquanto não encontrarmos todos eles, disse.

O crime

Oito pessoas morreram na noite do último sábado, entre elas um bebê de cinco meses que estava na cadeirinha do carro da mãe, que também foi morta ao sair de uma igreja da região.

A Polícia confirmou a identidade das vítimas como sendo Everaldo dos Santos Silva, 25, Moisés Pereira Silva, 28, Marcos Aurélio Mateus de Lima, 17 anos, Jancarlo da Silva, 20, Jéferson Carvalho da Silva, 25 anos, Nilza Ribeiro dos Santos, 29, Valdir Francisco Santos, 19, e Mateus Alves da Silva, 5 meses.

Leia mais sobre: chacina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.