Polícia prende três por desmatar mata atlântica em SP

A Polícia Ambiental, em operação conjunta com o Instituto Florestal, prendeu hoje, em flagrante, três homens que desmatavam a vegetação natural da mata atlântica, no pé da serra, em Cubatão, Baixada Santista (SP), dentro Parque Estadual da Serra do Mar. No total, uma área de 1,26 hectares, o equivalente a cerca de dois campos de futebol, foi danificada.

Agência Estado |

De acordo com o capitão da 1ª Companhia da Polícia Ambiental de Guarujá (SP), Amauri Kruel Moltinho, os policiais viram um homem desflorestando a mata e perceberam que as árvores no entorno estavam com cortes feitos para matar a vegetação.

Os serventes José Carlos Rabelo de Jesus, de 32 anos, Moacir Rocha Franco, de 50, e Márcio Alves da Silva, de 43, foram presos em flagrante. Com eles, foram apreendidos foices, machados e facões, além de um instrumento chamado de covo, armadilha para apanhar animais silvestres. "É para pegar anta, tatu, aves...", afirmou Moltinho.

Cerca de dez homens, entre policiais ambientais e guarda parques, participaram da operação. Ele afirmou que as vistorias no parque são diárias e lembra que as prisões servem de alerta. "Servem como exemplo para aqueles que pretendem agir contra a lei", disse. Jesus, Franco e Silva foram encaminhados para a carceragem do 5º Distrito Policial (DP) de Santos (SP) e responderão por crime ambiental, podendo ser condenados de 1 a 5 anos de prisão.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG