Adolescente de 19 anos é suspeito de ter roubado e assassinado Wilson Pinto Bueno em Curitiba

O escritor Wilson Bueno em evento de lançamento de livrio. Foto: Walter Craveiro/Divulgação
ARQUIVO
O escritor Wilson Bueno em evento de lançamento de livrio. Foto: Walter Craveiro/Divulgação
A polícia prendeu no fim da noite de quarta-feira o suspeito de ter matado o escritor paranaense Wilson Pinto Bueno, 61 anos, na última segunda-feira, em Curitiba, no Paraná. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o rapaz, de 19 anos, foi detido na Fazenda Rio, na região metropolitana de Curitiba.

A polícia trabalhava com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte). Segundo a Secretaria, parentes do escritor relataram o desaparecimento de uma máquina fotográfica e de um celular da casa onde ele foi assassinado.

O delegado Silvan Rodney Pereira, da Delegacia de Furtos e Roubos, declarou que  "o assassino deveria ser alguém que conhecia o escritor por não haver arrombamento da casa". Wilson Bueno foi encontrado morto por volta das 19h30 de segunda-feira, no bairro Santa Cândida.

Apresentado aos leitores brasileiros pelo poeta Paulo Leminski, em 1986, com a reunião dos “contos-blues” de “Bolero’s Bar”, Wilson Bueno aprofundou sua carreira de escritor com a publicação de diversos romances e contos de relevância da literatura contemporânea brasileira. Criou o suplemento de ideias “Nicolau”, inúmeras vezes premiado, inclusive com o título de “Melhor Jornal Cultural do Brasil”, pela Associação Paulista dos Críticos de Arte, em 1987, do qual foi editor por oito anos. Autor de 13 livros, ele também foi cronista dominical do jornal “O Estado do Paraná” e colaborador regular de “O Estado de S. Paulo”.

Desde abril de 1983, era funcionário do governo do Paraná, quando ingressou no Centro Cultural Teatro Guaíra, e sempre atuou na área da cultura. 

Confira lista dos livros publicados de Wilson Bueno:
Bolero’s Bar (1986)
Manual de zoofilia (1991)
Ojos de água (1992)
Mar paraguayo (1992)
Cristal (1995)
Pequeno tratado de brinquedos (1996)
Medusario – mostra de poesia latinoamericana (1996)
Jardim zoológico (1999)
Meu Tio Roseno, a cavalo (2000)
Once poetas brasileños (2004)
Amar-te a ti nem sei se com carícias (2004)
Cachorros do céu (2005)
Diário vagau (2007)
Pincel de Kyoto (2007)
Os chuvosos (2007)
Canoa Canoa (2007)
A copista de Kafka (2007)
O gato peludo e o rato de sobretudo (2009)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.