Polícia prende seguranças acusados de espancar e queimar homem no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ Dois seguranças de um bar foram presos nesta terça-feira acusados de agredir um homem e de atear fogo em um carro com a vítima dentro. O caso ocorreu em Nova Iguaçu, na baixada fluminense do Rio de Janeiro. O veículo foi abandonado na Estrada da Granja, no Campo da Gávea, também na baixada. De acordo com a polícia, Wellinton Paiva de Oliveira, de 34 anos, teria sido espancado e queimado por estar urinando em um poste de luz próximo ao bar Show do Milhão.

Redação |

Acordo Ortográfico Os seguranças Flávio Firmino de Faria e Marcelo Seppa, ambos 27 anos, contam que confudiram o ato da vítima. Segundo os acusados, eles acreditavam que Oliveira praticava atos obscenos na rua e, por isso, o espancaram.

No momento do ataque, uma festa era realizada no estabelecimento próximo ao local do crime. O carro, encontrado na segunda-feira (10), teria sido visto em frente ao bar pela última vez no domingo (9).

O dono do estabelecimento disse que além dos dois seguranças envolvidos, Aloizio Felippette, de 33 anos, também teria participado da ação. Até o momento, segundo a polícia, Felippette está foragido.

Leia mais sobre: violência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG