Polícia prende quadrilha do interior de SP ligada ao PCC

Investigadores da Polícia Civil de Araçatuba (SP) prenderam hoje quatro pessoas acusadas de pertencer a uma quadrilha de traficantes ligada ao Primeiro Comando da Capital (PCC), que era comandada de dentro do Complexo Penitenciário de Mirandópolis. O esquema de tráfico chamou a atenção dos policiais.

Agência Estado |

Ao contrário do que geralmente acontece - a droga é levada do interior para São Paulo - esta quadrilha trazia a cocaína da capital paulista para vender no interior de São Paulo, segundo a polícia. "Constatamos que era justamente ao contrário do que tradicionalmente acontece", disse o delegado Seccional, Ely Vieira de Faria.

De acordo com a polícia, a droga era encomendada por um detento de Mirandópolis junto a traficantes paulistanos, que as repassava para traficantes da região Noroeste do Estado, onde era distribuída. Entre as cidades estava a pequena Buritama, de 15 mil habitantes, onde os quatro acusados foram presos na manhã de hoje.

O nome do detento, condenado a 75 anos de reclusão por roubo, tráfico e latrocínio, não foi revelado. Ele encomendava a droga por telefone celular, conforme revelaram interceptações feitas pelo serviço de inteligência da Polícia Civil.

Segundo o delegado, a quadrilha era investigada há seis meses, período em que foram cinco traficantes foram presos com 10 quilos de pasta-base de coca, suficientes para fazer 25 quilos de pó. Outras seis pessoas estão sendo procuradas. Na operação a polícia também aprendeu computadores, motocicleta, celulares, cigarros e armas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG