Polícia prende no RS padre condenado por pedofilia

Crimes foram cometidos no final da década de 90, quando o condenado abusava de coroinhas e alunas de catequese

AE |

selo

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu ontem um padre condenado pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) por crime contra a liberdade sexual de menores na década de 90, em cidades do oeste do Estado. O padre, que é natural de Santo Cristo (RS), está internado no hospital Vida e Saúde de Santa Rosa, também no interior gaúcho.

Contra ele, havia um mandado de prisão expedido pela Comarca de Capinzal. O padre será encaminhado ao presídio de Santa Rosa assim que receber alta médica, onde ficará à disposição da Justiça, informou a polícia.

Em 26 de março de 2008, a 2ª Câmara Criminal do TJ reformou sentença da Comarca de Capinzal para condenar o padre ao cumprimento da pena de sete anos de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática de atentado violento ao pudor contra meninas das paróquias de Piratuba e Ipira.

Segundo os autos, os crimes foram cometidos no final da década de 90, quando o condenado abusava de coroinhas e alunas de catequese nas paróquias onde atuava, todas com idades de 9 e 10 anos.

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG