Polícia prende mulheres suspeitas de falsificarem documentos em Minas Gerais

BELO HORIZONTE - As polícias civil e militar de Minas Gerais prenderam, na manhã desta quarta-feira, duas mulheres suspeitas de falsificarem documentos para obtenção de vistos. A operação denominada Papirus foi realizada em parceria com o Ministério Público Estadual (MPE).

Redação |

Divulgação
Carimbos e documentos falsificados
De acordo com o MPE, os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em escritórios localizados nas cidades de Belo Horizonte, Contagem e Sabará.

Segundo o promotor de Justiça André Ubaldino, o Departamento de Estado dos Estados Unidos (UEA) comunicou às autoridades de Minas Gerais que um grupo de pessoas estaria falsificando documentos com o intuito de obter, de forma fraudulenta, vistos para trabalho nos EUA.

A investigação, que durou três meses, culminou na apreensão de computadores, documentos falsos, como recibos e extratos bancários, papel de visto. A polícia também encontrou carimbos de cartórios que eram aplicados nos passaportes para simular que os interessados viajaram outras vezes ao exterior.

As duas mulheres detidas foram conduzidas à Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Depatri).

Leia mais sobre:  falsificação

    Leia tudo sobre: operaçãopolícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG