Polícia prende ex-diretor de agência estadual da Bahia

O ex-diretor-executivo da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) Antônio Lomanto Netto e mais seis pessoas, entre funcionários da agência e empresários do setor de transporte rodoviário, foram presos nesta manhã pela Polícia Civil baiana acusados de integrar um esquema de corrupção na liberação de linhas intermunicipais no Estado. Indicado pelo PMDB baiano, Lomanto Netto ocupou o cargo por 32 meses, entre o início do governo Jaques Wagner (PT), em janeiro de 2007, e agosto deste ano, quando os partidos romperam para que o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, lançasse sua pré-candidatura ao executivo estadual.

Agência Estado |

Ele é filho do ex-governador baiano (1963-1967) e ex-senador (1979-1987) Antônio Lomanto Junior e tio do líder do PMDB na Assembleia Legislativa baiana, Leur Lomanto Junior.

Segundo a polícia, Lomanto Neto é suspeito de liderar o grupo, cobrando propinas para conceder novas linhas a empresas. Os agentes cumprem, ainda, dez mandatos de busca e apreensão em Salvador e em Itabuna, no sul do Estado, sede de uma das empresas investigadas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG