Desde o dia 31 de março, foram registrados oito ataques a prédios públicos no Estado

selo

Seis pessoas foram detidas durante uma operação da Polícia Civil de Santa Catarina que visa coibir os atentados que estavam sendo feitos contra prédios da Segurança Pública. Desde o dia 31 de março, foram registrados oito ataques. Nenhum deles deixou feridos. 

Nesta operação, que envolveu cerca de 60 policiais civis, foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão nos bairros Rio Vermelho, Vila União, Coqueiros, Monte Cristo e Estreito, em Florianópolis, e na cidade de São José. As prisões foram realizadas na sexta-feira. Os suspeitos foram levados para a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC). 

Um dos detidos é suspeito de fabricar as bombas que foram lançadas nos prédios públicos. Mas, como não foi encontrado nenhum artefato, ele foi liberado. Ele responderá também por desacato, resistência e por porte de pequena quantidade de maconha. Entre as apreensões feitas na operação estão uma moto desmontada, um carro e objetos eletrônicos suspeitos de terem sido roubados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.