Para a polícia, menina de 16 anos foi assassinada com um golpe de cruz na cabeça durante um ritual de vampirismo

Entre objetos apreendidos pela polícia, há DVDs de filmes góticos, dentadura de vampiro e máscara
Divulgação
Entre objetos apreendidos pela polícia, há DVDs de filmes góticos, dentadura de vampiro e máscara
A Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Pará prendeu, na terça-feira, Ezequiel Abreu Calado e Nancy Danielly da Silva Amorim, ambos de 18 anos, e outros dois adolescentes de 15 e 16 anos suspeitos de envolvimento na morte de Cíntia da Silva Oliveira, de 16 anos, no dia 21 de julho.

A vítima morava no bairro de Benguí, na periferia de Belém, e desapareceu na manhã de uma quarta-feira. O corpo foi encontrado na tarde do mesmo dia em uma cova rasa nas dependências de um cemitério desativado do bairro. Para a polícia, ela foi vítima de um ritual satânico.

Segundo informações da assessoria de imprensa, na madrugada, o delegado Eduardo Rollo ouviu Ezequiel Calado e ele teria confessado o crime e dado detalhes de como foi praticado. Calado teria admitido usar pedaços de túmulos e uma cruz para golpear a vítima e, em seguida, com Cíntia já morta,  lambido o sangue dela. Nancy teria sido a responsável por levar Cíntia ao encontro de Calado.

A polícia já investigava o quarteto, mas uma gravação entregue por um internauta gaúcho a uma emissora de TV agilizou o pedido de prisão preventiva de 30 dias para os dois adultos e apreensão dos adolescentes na Fundação da Criança e Adolescente (Funcap). O internauta, cujo nome não foi divulgado, tem um blog onde discute o movimento gótico. Por meio dele, teria conhecido Calado, que com Nancy, segundo a polícia, faz parte de um grupo paraense conhecido como "Dark" - que em inglês significa escuridão.

Em uma conversa por Skype na internet, de cerca de 12 minutos, uma pessoa, que Calado teria admitido ser ele, faz revelações sobre o caso para o blogueiro, diz que "foi fácil" matar a jovem e que, antes do golpe, mordeu o braço dela. A princípio, a polícia acredita que o internauta gaúcho não teve relação com o crime.

Com os suspeitos, a polícia apreendeu DVDs de filmes góticos, uma máscara de monstro e objetos que podem ter vinculos com rituais. A motivação do crime e escolha da vítima ainda são investigados.  Calado está detido provisoriamente na sede Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE) e Nancy está presa no Centro de Recuperação Feminino, em Ananindeua.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.