Dez pessoas ligadas ao tráfico de drogas foram presas hoje, em Barrinha, na região de Ribeirão Preto. Essa quadrilha era investigada há dois anos e a polícia suspeita que seria um braço armado do crime organizado e da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

As prisões ocorreram de forma simultânea por policiais militares e civis. Alguns foram detidos em casa, outros até quando estavam prestando depoimento na delegacia. Os mandados de prisões, expedidos pela Justiça, tinham como base escutas telefônicas autorizadas. Os diálogos revelam como era o tráfico na cidade e até ligações com facções criminosas que agem dentro dos presídios do Estado.

O bando também agia como um tribunal de justiça marginal, com os integrantes recebendo ordens para executar assaltos a bancos, vendas de drogas e até assassinatos de pessoas que atrapalhassem as ações dos bandidos. A polícia ainda investiga outros suspeitos de integrarem a quadrilha.

Em outra operação policial contra traficantes, em Araraquara, nove pessoas foram presas. Os mandados foram cumpridos em três bairros, nas residências dos suspeitos da prática do crime. Foram apreendidos três quilos de cocaína e crack, comprimidos de ecstasy, porções de maconha e uma arma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.