Polícia prende 14 em ação contra tráfico em 3 Estados

Catorze pessoas foram presas, uma foi morta e 47 mandados de busca e apreensão foram cumpridos hoje durante uma operação de combate ao tráfico de drogas na Bahia e no Mato Grosso, coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais (Gaeco) do Ministério Público da Bahia (MP) e pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), em parceria com a Secretaria da Segurança Pública do Mato Grosso. A operação, chamada Big Bang 2, é resultado de dois anos de investigações e foi derivada da Big Bang, realizada em julho do ano passado.

Agência Estado |

À época, foram presas também 14 pessoas, acusadas de integrar uma quadrilha comandada, de dentro da Penitenciária Lemos Brito em Salvador, por Genilson Lino da Silva, conhecido como Perna. Na cela dele foram apreendidos R$ 280 mil e duas pistolas. Perna acabou sendo transferido para a Penitenciária Federal de Catanduvas.

De acordo com a polícia baiana, a operação de hoje teve como alvos os remanescentes da quadrilha. "A ação é representativa porque, a partir de uma apreensão de 10 quilos de cocaína na Bahia, conseguimos chegar aos fornecedores, no Mato Grosso, que compravam a droga na Bolívia", explica o secretário de Segurança, César Nunes.

De acordo com ele, foram presas seis pessoas em Salvador - outro suspeito foi morto em confronto com a Polícia no Bairro da Paz -, sete no Mato Grosso e uma em Goiás. Participaram da operação 335 policiais militares e civis baianos, além de 100 agentes de Mato Grosso. "A operação foi diferenciada também por causa da integração entre as polícias", avalia o delegado-chefe da Polícia Civil baiana, Joselito Bispo.

Conexão

As investigações mostraram que as drogas levadas para distribuição em Salvador eram compradas na Bolívia e armazenadas em fazendas do município de Vila Bela da Santíssima da Trindade (MT), na fronteira entre os países. Dali, eram encaminhadas para a cidade de Várzea Grande e seguiam para o Nordeste em pequenas porções, camufladas em carros de passeio e em motocicletas.

Hoje foi registrado o flagrante de uma dessas remessas: 20 quilos de pasta-base de cocaína foram encontrados no fundo falso de uma caminhonete que fazia o trajeto. Outros três veículos modificados para transportar drogas, além de cinco armas e munição foram apreendidos.

"Mais importantes que as prisões foram as apreensões de dezenas de computadores, livros contábeis, agendas e telefones celulares, que podem dar ainda mais força ao inquérito e contribuir para o aprofundamento das investigações", avalia o secretário Nunes. "Mas já acreditamos que essa quadrilha tenha sido desarticulada."

De acordo com ele, 150 policiais continuam ocupando seis bairros periféricos de Salvador, monitorando outros investigados da operação. No total, a Justiça havia expedido 35 mandados de prisão contra suspeitos de integrar a quadrilha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG