Polícia prende 10 por abate clandestino de gado no RS

A Polícia Civil prendeu hoje dez participantes de um complexo esquema de falsificação de documentos fiscais e abate clandestino de gado em cinco cidades da região metropolitana de Porto Alegre, serra e região central do Rio Grande do Sul. A operação, denominada Minotauro, encerrou uma investigação de quase um ano e envolveu 80 policiais, que também cumpriram mandados de busca e apreensão em 17 municípios do Estado.

Agência Estado |

A quadrilha falsificava documentos fiscais para fazer a venda de criadores para outros criadores de gado, isenta de impostos. Mas os compradores não eram do ramo e nem recebiam os animais, que seguiam do centro do Estado para abatedouros clandestinos na região metropolitana de Porto Alegre e na serra gaúcha. Na etapa final, a carne era repassada a açougues, por preços inferiores à média do mercado. Parte dessas operações também era feita com notas falsas. Um dos presos é uma contador que trabalhava para a organização.

Uma estimativa da polícia indica que foram abatidas cerca de dez mil cabeças de gado e que o esquema causou prejuízos de R$ 500 mil aos cofres públicos. O inquérito vai indiciar os envolvidos pelos crimes de sonegação fiscal, falsificação de documentos e formação de quadrilha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG