A polícia pode indiciar uma terceira pessoa no caso da morte da menina Isabella Nardoni, segundo informações do programa Hoje em Dia, da TV Record. De acordo com a reportagem, a polícia estaria fazendo uma cronologia do crime para apurar quem esteve no apartamento logo após a morte da menina.

A terceira pessoa seria acusada por ter adulterado o local do crime, removendo vestígios e manchas de sangue. Um dos advogados da família Nardoni, Rogério Neres de Souza, afirmou desconhecer essa possibilidade de indiciamento e disse que o trabalho da defesa é provar que o crime foi cometido por uma terceira pessoa. Procurada, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) também informou desconhecer a informação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.