Polícia pede mais 30 dias para inquérito de Carli Filho

O delegado da Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba, Armando Braga, pediu mais 30 dias de prazo à Justiça para encerrar o inquérito sobre o acidente envolvendo o ex-deputado estadual do Paraná Fernando Ribas Carli Filho, que resultou em duas mortes. Hoje o acidente completa dois meses.

Agência Estado |

O delegado está participando de um curso, mas informou, por meio da assessoria, que o pedido de ampliação do prazo, pela segunda vez, decorre da necessidade de aguardar dois laudos que ainda são elaborados pelo Instituto de Criminalística.

Divulgação
Carli Filho se recupera de acidente

Os laudos, que não têm prazo para serem concluídos, devem refletir o que os peritos observaram na reconstituição do acidente feita no dia 22 de junho . Um deles deve descrever como ficaram os dois carros envolvidos e seus ocupantes após o acidente. O outro pretende mostrar a trajetória e velocidade dos carros, além do ângulo de visão de cada um dos motoristas. Segundo o delegado, os laudos são importantes para dar objetividade ao relatório do inquérito.

Informações preliminares apontam que o Passat dirigido pelo deputado decolou por cerca de 10 metros antes de atingir o Fit, onde estavam Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida, que morreram. Carli Filho estaria em alta velocidade e com dosagem alcoólica bastante superior à tolerada pela legislação. O ex-deputado, que renunciou antes da possível instauração de processo de cassação na Assembleia Legislativa, ainda se recupera dos ferimentos que atingiram principalmente o rosto. Ele estava com a carteira cassada, resultado de 130 pontos por desobediência à lei.

O acidente

Mesmo com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por excesso de multas, Fernando Ribas Carli Filho (PSB) se envolveu num acidente que deixou dois mortos na madrugada do dia 7 de maio, em Curitiba, no Paraná. 

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado informou que o acidente aconteceu em uma esquina, quando o veículo dirigido pelo deputado se chocou contra um carro. Os dois ocupantes do automóvel atingido pelo veículo do parlamentar, Gilmar Rafael Souza Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos, morreram no local.

Laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba aponta que o deputado estadual estava com 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue, duas horas após ter se envolvido no acidente. De acordo com a legislação, 6 decigramas de álcool já caracterizam crime.

Leia também

Leia mais sobre: deputado Carli Filho

    Leia tudo sobre: acidentecarli filhocuritiba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG