Polícia negocia rendição de peruano há 23 horas em SP

O impasse envolvendo o peruano César Anchante, de 37 anos, que chegou a manter a mulher e os filhos como reféns depois de uma crise de ciúmes, chegou a 23 horas ao meio-dia de hoje. O caso teve início ontem, às 13 horas, quando, armado com um revólver, ele prendeu os familiares dentro de um apartamento de um prédio do Projeto Cingapura, na zona norte de São Paulo.

Agência Estado |

Anchante é acusado de ter atirado contra a mulher, que está grávida. Ela foi ferida na perna, mas passa bem.

De acordo com a Polícia Militar, soldados do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) permanecem no local há quase 24 horas negociando a rendição do peruano. Não foi informado pela PM se a água e a luz do imóvel chegaram a ser cortadas para pressionar César a se entregar.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG