Polícia mineira diz ter prendido um dos maiores assaltantes de banco do País

Conhecido como "Novo Cangaço", Rubens de Araújo teria participado do assalto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005, e a roubos em Minas

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Procurado em dez Estados e com 19 mandados de prisão por assaltos, Rubens Ramalho de Araújo, 44, conhecido como Rubão, foi apresentado pela Polícia Civil de Minas Gerais na tarde desta sexta-feira (30). Natural da Paraíba, Rubão, conforme a polícia mineira, teria participado do maior assalto no Brasil, quando, em 2005, foram roubados R$ 164 milhões do Banco Central de Fortaleza.

Nesta semana: Bens comprados com dinheiro do furto ao Banco Central vão a leilão

A polícia mineira capturou o suspeito, conhecido como “Novo Cangaço”, em Tocantis, depois de um ano de investigações. Em Minas, ele teria praticado pelo menos três assaltos: em Ipatinga, Itabira e Mesquita, respectivamente, nas regiões do Vale do Aço, Central de Minas e no Vale do Rio Doce. Entre as últimas informações obtidas durante a busca por seu paradeiro estava a de que ele estava no Triângulo Mineiro, planejando mais assaltos.

Futura Press
Rubens de Araújo, assaltante de banco

Aos jornalistas, Rubão diz ser inocente. “Eu sou um laranja. Tudo isso é história. Eu sou um pobre coitado. Eu ralo para ganhar o meu dinheiro”, afirmou.

Os policiais da 1ª Delegacia Especializada de Repressão a Organizações Criminosas de Belo Horizonte fizeram buscas em Uberaba, a 475 quilômetros da capital mineira, e em Goiás, Estado que faz divisa com Minas. Rubão foi posteriormente localizado em Palmas, na última quarta-feira (28). Com ele, foi encontrado documento de identidade falso em nome de João Batista de Araújo.

Dono de um vasto patrimônio de acordo com a polícia, Rubão teria ficado com apenas R$ 5 milhões do roubo ao Banco Central no Ceará. Há suspeitas de que ele possui armas de alto poder bélico como fuzis, além de munição, espalhados em diversas regiões do país. A transferência dele, de Tocantis para Minas Gerais, foi feita de maneira cuidadosa, já que a polícia o considera um criminoso de alta periculosidade.

No ano de 2008, Rubão fugiu pela porta da frente de um presídio em Fortaleza, com um grupo de mais de 20 presos. Agora, ele será encaminhado à Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem, na Grande Belo Horizonte. Neste mesmo presídio está o ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes de Souza. Acusado de assassinar a ex-amante Eliza Samúdio, Bruno aguarda julgamento.

Assalto ao Banco Central

Em agosto de 2005, em uma ousada ação, um grupo de assaltantes cometeu o maior roubo da história do Brasil, ao cavar um túnel de quase 80 metros de comprimento. Os criminosos alugaram uma casa próxima ao banco, cerca de três meses antes do crime, e o roubo só foi descoberto um dia após o ocorrido. O roubo inspirou roteiro para a sétima arte. Dirigido por Marcos Paulo e com estreia no ano passado, o filme “Assalto ao Banco Central” apresenta no elenco Lima Duarte, Eriberto Leão e Giulia Gam.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG