BRASÍLIA ¿ Um atirador de elite da Polícia Militar matou, por volta das 13h desta quarta-feira, o assaltante que mantinha dois reféns dentro de uma farmácia, desde às 7h30, no Centro de Ceilândia, cidade-satélite de Brasília, no Distrito Federal.

Segundo informações da PM, que negociava com o suspeito, ele queria fugir com as vítimas quando foi baleado. Os dois reféns que estavam em poder do homem saíram sem ferimentos. Eles foram levados muito abalados para um hospital da região, mas já foram liberados.

Assalto

Sete funcionários de uma drogaria foram rendidos, no início da manhã desta quarta-feira, por um homem armado com um revólver, momentos após terem aberto o estabelecimento. O suspeito tentou assaltar a farmácia, mas uma viatura do 8º BPM (Ceilândia) passou pelo local e percebeu a movimentação.

Acuado, o assaltante fez as sete pessoas reféns. Cerca de 150 policiais foram enviados ao local para ajudar na negociação. Ao longo da manhã, o suspeito foi liberando as vítimas, permanecendo apenas duas, sendo um office-boy e uma caixa.

Durante as negociações, o assaltante fez algumas exigências, como a presença de um parente, um carro para fugir e um colete à prova de balas. Irritado, já que a polícia não estava atendendo todas as exigências, ele efetuou três disparos, mas ninguém ficou ferido. Ao tentar fugir com os dois reféns, ele foi morto por um atirador de elite da PM.

Leia mais sobre: assaltos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.