A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou neste sábado que o dono do carro que teria sido usado para a fuga do responsável pelas mortes do cartunista Glauco e de seu filho, foi identificado e localizado. O proprietário do automóvel, um gol cinza, deverá se apresentar à polícia em data ainda a ser marcada. O principal suspeito de ter cometido o crime, o estudante universitário Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de 24 anos, continua foragido.

As buscas pelo supeito, segundo com informações da Delegacia Seccional de Osasco (na Grande São Paulo), são realizadas em São Paulo por cinco equipes e seguem desde a madrugada. Outras polícias foram informadas sobre as caracteristicas do suspeito.

Glauco e seu filho foram assassinados na madrugada desta sexta-feira no Jardim Santa Fé, extremo norte de Osasco, no limite com Barueri, na Grande São Paulo. O principal suspeito do duplo homicídio  é o estudante, que segundo testemunhas e a polícia, teria invadido a chácara da vítima com pistola em punho. De acordo as investigações, ele queria levar o cartunista até sua casa. Acabou disparando dez vezes, acertando quatro tiros em cada vítima.

Descrição: Enterro do Cartunista Glauco Villas Boas e seu Filho, Raoni, no cemitério Gethsêmani Anhanguera, na Vila Sulina em São Paulo na manhã deste sábado. Na foto: chegada dos dos corpos na capela do cemitério minutos antes do sepultamento.

Os corpos de Glauco e do filho foram sepultados na manhã deste sábado

Carreira

AE
Glauco em foto de 1986
Nascido em 1957, em Jandaia do Sul, no Paraná, Glauco Villas-Boas publicou sua primeira tira em 1976 no Diário da Manhã, de Ribeirão Preto. A carreira decolou após ser premiado no Salão Internacional de Humor de Piracicaba, também em 1976, e na 2ª Bienal de Humorismo y Gráfica de Cuba.

Glauco começou a publicar suas tiras no jornal "Folha de S.Paulo" de maneira esporádica em 1977 e, em 1984, os desenhos passaram a ser regulares. Ele desenvolveu os personagens Geraldão, Casal Neuras, Doy Jorge, Dona Marta e Zé do Apocalipse.

Como redator, fez parte do elenco de redatores da TV Pirata, da Rede Globo. Músico, também tocava em bandas de rock.

Em parceria com os cartunistas Angeli e Laerte, lançou os "Los Três Amigos", tira com histórias sarcásticas que também eram publicadas pela Folha. Em 2006, publicou o livro "Política Zero", com 60 charges sobre a crise no governo Lula.

*Com informações da Agência Estado

Leia mais sobre: Glauco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.