Polícia italiana apreende Cristo com pênis à mostra

Roma, 27 jan (EFE).- A Polícia italiana apreendeu uma obra de arte da feira Artefiera realizada em Bolonha que mostra um Cristo crucificado tocado com uma mitra -gorro usado pelo papa, arcebispos e bispos- e um pênis à mostra, por suposta blasfêmia, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Esta peça do artista italiano Federico Solmi esteve exposta na feira de arte bolonhesa de 23 de janeiro até ontem, quando a Polícia a apreendeu a pedido da Procuradoria italiana, que acredita que pode haver crime de "ofensa a uma prática religiosa".

A escultura de madeira, exibida no espaço da galeria de arte Not Gallery, representa um homem crucificado com o tronco do corpo humano nu, e uma mitra sobre sua cabeça e uma simulação de um pênis com a ponta em vermelho saindo da roupa que o cobre seus genitais.

Este polêmico Cristo, com cerca de 50 centímetros, já gerou certa controvérsia desde a inauguração da Artefiera há quatro dias, quando alguns meios de comunicação locais fizeram menção e criticaram a peça.

Os responsáveis pela feira de arte disseram, então, que ninguém havia feito acusações formais contra a escultura, o que terminou chegando à Procuradoria, que investiga tanto Solmi quanto a curadoria Not Gallery.

Alguns críticos com essa obra, que foi mostrada até o dia de encerramento da feira, assinalaram que a presença deste Cristo é um oportunismo publicitário dos organizadores da feira.

Solmi é um artista bolonhês, de 35 anos, que tem seu estúdio artístico no bairro nova-iorquino de Brooklyn. EFE mcs/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG