Polícia investiga suposta rede de pedofilia em SP

A prisão em flagrante de um homem por abuso sexual a menor de idade levou a Polícia Civil de Olímpia e Guaraci, cidades na região norte do Estado de São Paulo, a investigar a existência de uma suposta rede de pedofilia que teria abusado de 10 crianças e pré-adolescentes das duas cidades, nos últimos meses. Pais de menores também são investigados sob suspeita de serem coniventes com o abuso dos filhos em troca de cestas básicas e dinheiro.

Agência Estado |

Oito vítimas foram ouvidas nos últimos dias e passaram por exames no Instituto Médico Legal (IML).

O acusado é um eletricista, preso na noite de sábado com duas crianças dentro de um carro, em Olímpia. O homem, que era monitorado pela polícia havia meses, tem passagens por homicídio e tráfico de drogas. A prisão surpreendeu os moradores de Guaraci, cidade de 9 mil habitantes, onde ele morava com a mulher e três filhas. Segundo a polícia, ele assediava os menores na porta das escolas e em outros locais. Para isso levava as crianças para jogar fliperama.

De acordo com a delegada Maria Teresa Vendramel, da Delegacia de Defesa da Mulher de Olímpia, o acusado também fotografava as meninas nuas. "Diligências ainda estão sendo feitas e qualquer informação que dermos a mais pode atrapalhar as investigações", disse a delegada.

Leia mais sobre: pedofilia

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG