A polícia investiga se o tenente Vinicius Ghidetti colaborou em algum momento no treinamento de traficantes em táticas de guerrilha e montagem de armamento. Numa operação de busca e apreensão na casa do militar, foram encontrados manuais militares, inclusive um com instruções sobre a montagem de metralhadora antiaérea .

50. O tenente mora em Inhaúma, na zona norte, numa espécie de "cabeça-de-porco", entre as Favelas Águia de Ouro e Fazendinha.

No mesmo terreno, mora um primo da mulher do tenente, que esteve preso por tráfico de drogas. O assunto é tratado com cautela pelos policiais que trabalham no caso. Alguns acreditam que, se o militar tivesse colaborado com o tráfico, não viveria em local tão humilde. Hoje, o juiz da 2ª Auditoria Militar do Rio, Edmundo Franca de Oliveira, decretou a prisão preventiva de Ghidetti e outros três dos 11 militares investigados pela morte dos três jovens moradores do Morro da Providência, na zona central da capital fluminense, entregues a traficantes rivais do Morro da Mineira, na zona norte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.