Polícia investiga roubo de soja no interior de São Paulo

SÃO PAULO - A Polícia Civil de Ibirarema, na região de Marília, no interior paulista, investiga o curioso roubo de uma plantação de 23 hectares de soja que estavam numa propriedade a 8 quilômetros da cidade. A plantação deveria render cerca de 800 sacas de soja.

Agência Estado |

O proprietário da plantação, Luiz Felipe do Nascimento Carrenho, relata ter tomado um susto quando chegou à propriedade para avaliar a plantação e encontrou somente a terra mexida. "Fui lá na segunda-feira para saber se a planta estava boa para a colheita, mas fiquei paralisado, sem acreditar no que estava vendo", contou.

Ele acredita que os ladrões tenham usado grandes máquinas para colher os grãos e que precisaram de pelo menos dois a três caminhões para transportar a soja num único dia. "A nossa estimativa é de que a plantação produziria 37 sacas por hectare, mas para colher tudo num único dia, eles precisariam de mais de uma colheitadeira e de dois a três caminhões", contou Carrenho.

De acordo com ele, o plantio era feito em arrendamento na propriedade de um conhecido, para o qual deveria pagar 13 sacas por hectare a título de locação. "Se eu for contar os custos de plantio com adubo e sementes, esse prejuízo vai passar dos R$ 40 mil", disse o agricultor, que também é engenheiro agrônomo e dono de uma empresa de venda de sementes. "Minha única esperança é de que a polícia possa recuperar a soja", disse.

O roubo, segundo a polícia, pode ter sido facilitado devido à localização da roça, que fica distante da cidade e sem vizinhos próximos. "Somente um deles disse que viu no final da tarde algumas máquinas, mas não soube falar mais nada", contou Carrenho, que passou a manhã de hoje conversando com moradores das proximidades. Até o início da tarde de hoje a polícia não tinha encontrado suspeitos ou a soja roubada.

Leia mais sobre: roubo

    Leia tudo sobre: roubo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG