OSASCO - O Setor de Homicídios da Delegacia Seccional de Osasco, na Grande São Paulo, vai investigar o assassinato do advogado Márcio Roberto Campos, de 36 anos, morto na noite de quinta-feira com nove tiros na cabeça.

No ano passado, Campos ajudou a polícia a desvendar a atuação do grupo de extermínio "Eu sou a morte", formado por PMs.

Ele advogava para uma das vítimas dos matadores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais sobre: assassinatos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.