Polícia investiga caso de bebê que teria chorado no próprio velório

PORTO ALEGRE - A Polícia Civil de Canela, na serra Gaúcha, está investigando o caso do bebê que foi dado como morto pelo Hospital da cidade e, segundo informaçãoes de moradores da cidade, teria começado a chorar e respirar durante o próprio velório nesta quarta-feira.

Redação |

De acordo com informações iniciais, a polícia não foi procurada pela família, mas já solicitou ao Hospital, no qual o menino foi internado, uma cópia do prontuário da criança.

Segundo o Hospital de Canela, a família foi informada que o bebê foi declarado morto uma hora após ter tido uma parada cardiorespiratória. Durante esta hora, a criança teria passado por um processo de reanimação sem ter respostas.

O corpo foi, então, entregue à família para o velório, de acordo com informações do hospital, e algumas horas depois os pais ligaram para o hospital informando que a criança estava respirando. O bebê teria dado sua segunda entrada no hospital e declarado morto novamente.

José Machado, do Hospital de Canela, informou que a criança chegou ao hospital respirando, mas isto seria uma impressão causada pela longa hora de massagem cardíaca e das injeções dadas. Machado informou que todos os testes foram feitos novamente e estão no prontuário do bebê.

Leia mais sobre: bebês

    Leia tudo sobre: bebêmortemortesporto alegre

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG