Milionário - Brasil - iG" /

Polícia indiana inocenta pai de atriz mirim de Milionário

Por Shilpa Jamkhandikar MUMBAI (Reuters) - A polícia indiana anunciou nesta quarta-feira que não encontrou indícios de que o pai de uma atriz mirim do filme premiado com o Oscar Quem Quer Ser Um Milionário tenha tentado vender sua filha.

Reuters |

A mãe de Rubina Ali, de 9 anos, pediu uma investigação depois de um tablóide britânico ter alegado que o pai da atriz tentou vendê-la por 200 mil libras (290 mil dólares).

A polícia interrogou o pai de Rubina, Rafiq Qureshi, e outros moradores de favelas de Mumbai.

"Por enquanto não há evidências de qualquer delito, portanto não há registro de queixa e não há prisão", disse à Reuters nesta quarta-feira a autoridade da polícia Nisar Tamboli.

Rubina, que fez o papel da heroína do filme, Latika, quando criança, vive com seu pai e sua madrasta numa favela na periferia de Mumbai, centro financeiro da Índia.

Seu pai negou à imprensa que esteja tentando vendê-la.

A notícia divulgada pelo News of the World chegou rapidamente às manchetes da Índia e do exterior.

"Quem Quer Ser Um Milionário" recebeu oito Oscar em fevereiro deste ano.

No período que antecedeu a entrega dos prêmios, o sucesso do filme em todo o mundo foi contrabalançado pelas objeções feitas na Índia a seu título original, que alguns indianos consideram ofensivo, o retrato que traça da vida dos pobres indianos e o tratamento dado à questão das castas.

O título original é "Slumdog Millionaire," ou "milionário favelado". "Slumdog" é um termo comumente usado para designar favelados com uma conotação pejorativa.

Desde a vitória arrasadora do filme nos Oscar, porém, a mídia indiana mergulhou num frenesi patriótico, e políticos passaram a derramar elogios a "Milionário".

Esta semana, uma fundação beneficente do Catar ofereceu-se a pagar pela educação de Rubina, da qual os produtores do filme já se encarregaram.

A família da menina disse que está disposta a aceitar ajuda, apesar de a educação de Rubina já estar sendo patrocinada.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG