Polícia identifica suspeito de matar diretor

A Polícia Civil de Ponta Porã (MS) já identificou o homem que conversava com o diretor do presídio Ricardo Brandão, Walter Avelino, quando ele foi assassinado na noite de quinta-feira. A identidade do acusado não foi divulgada, mas ele foi reconhecido por testemunhas do crime.

Agência Estado |

É a pessoa que o diretor chamou pelo nome pouco antes de ser baleado. De acordo com os policiais, o suspeito já foi preso por tráfico de drogas e pode ter ligação com o Primeiro Comando da Capital (PCC), a facção que atua nos presídios paulistas.

O autor do disparo que matou Avelino, um homem encapuzado, ainda não foi identificado. Os cinco homens que teriam participado do crime podem ter se refugiado no Paraguai - apenas uma avenida divide Ponta Porã da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero. A polícia brasileira vai pedir ajuda à Polícia Nacional do Paraguai na tentativa de prender os suspeitos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG