Polícia identifica seis suspeitos da chacina em Curitiba

O delegado-chefe da Delegacia de Homicídios de Curitiba, Hamilton da Paz, disse hoje que a polícia já identificou parcialmente seis possíveis autores da chacina ocorrida no sábado à noite na divisa entre as Vilas União e Icaraí, no Bairro Uberaba, em Curitiba, que resultou em oito mortos e dois feridos. Foi uma vingança, um ato imbecil de um animal que quis aterrorizar um bairro, afirmou Paz.

Agência Estado |

Os suspeitos têm entre 20 e 35 anos, moram na mesma região da chacina e já teriam passagem pela polícia por tráfico e homicídio.

De acordo com a polícia, há alguns dias, o sobrinho de um dos suspeitos teria sido morto e os autores da chacina decidiram "mostrar uma força que não têm".

Na ação dos marginais, um bebê de cinco meses e sua mãe acabaram morrendo. Eles não moravam naquela região, mas a família tinha ido a um culto evangélico. O carro que ocupavam ficou no meio do tiroteio. O pai do bebê não teve ferimentos. Os dois corpos foram sepultados na tarde de ontem em Tamarana, no norte do Paraná, onde moram outros familiares.

Pela manhã, o governador do Paraná, Roberto Requião, disse que a polícia estava empenhada na captura dos suspeitos. "Sabemos que tudo se trata de vingança, e a prisão deles é questão de honra e de tempo para a polícia", afirmou, por meio da assessoria de imprensa.

delegado de Homicídios tentou, na tarde de ontem, tranquilizar a população. "Esses marginais estão escondidos, apavorados pela possibilidade iminente de prisão", acentuou. O policiamento foi reforçado na região.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG